Análises Playstation 2

Tony Hawk’s Downhill Jam

Publicado em 28/05/2007 |
Gênero(s):
Esporte

Fabricante:
Neversoft

Distribuidor:
Activision

Plataformas:
Playstation 2

Os jogos da série Tony Hawk da Activision têm sofrido algumas mudanças sérias ao longo dos anos, mas esta última seqüência da série está levando as coisas para uma nova direção: para baixo. Tony Hawks Downhill Jam leva o gameplay orientado em ação da série Tony Hawk, simplifica e despe-o bastante, e tenta forçá-lo em um jogo de corrida. O resultado é um jogo espasmódico que é bom em fazer você sentir a velocidade, mas não muito mais que isso.

Em Downhill Jam, você pode correr com um dos vários skatistas. Tony Hawk é o único cara do mundo-real lá, e muitos dos restantes caem em um estereótipo facilmente classificado, tal como a garotinha gótica, o cara eternamente bêbado, ou a auto-proclamada “garota branca rica”. Cada personagem tem diferentes status iniciais em cinco categorias diferentes, mas o mais importante é que cada corrida começa com uma pequena entrevista editada para um dos skatistas nas quais eles mostram um pouco de sua personalidade. Ao mesmo tempo em que essas edições começam a se repetir logo, algumas delas são divertidas em um modo subversivo. O jogo oferece a você poucos tipos diferentes de eventos, mas o gameplay primeiramente resolve-se em torno da corrida, então é isso que você passa a maior parte do tempo fazendo. Downhill Jam simplifica bastante a ação do sistema de controle dos jogos Tony Hawk anteriores, mas a maioria das ações ainda está lá, e há agora uma nova tecla de combate que permite que você ganhe de outros corredores.

O sistema de pontos de Downhill Jam é rígido sobre repetição de ação, então você desejará variar as coisas tanto quanto possível para conseguir multiplicadores mais altos de ação. Realizar essas ações preenche a “zone bone,” que é um, nome elaborado para o medidor turbo. Ele pode segurar várias cargas, e você carrega apertando a tecla L2. Se acontecer de você cair do skate, você tem que bater a tecla X para levantar, mas o modo como o jogo lida com pousos e acidentes são razoavelmente tranqüilos. Parece impossível realizar um pouso ou acidente por completo, mas o jogo te deixa muito mais lento se você não pousar pelo menos de alguma forma apropriadamente. Ao invés disso, seus acidentes vem de bater em objetos sólidos, como paredes, bondes, e assim por diante.

A corrida é direta, mas o design de nível definitivamente não é. Cada curso colina abaixo é preenchido com diferentes modos de descer. Então você deve rodear e descer um estacionamento, ou você deve apenas querer pular tudo isso e atravessar uma janela para chegar à rua de baixo. Existe uma porção de grind lines que são levadas em curvas, fazendo-as muito conveniente, desde que balancear seu skatista em uma barra é muito mais fácil (e mais rápido) do que manobrar. Entre a alta velocidade e a série de barras e trilhas, Downhill Jam pode se tornar muito confuso. Essas adições à sensação frenética, não faz o jogo mais divertido. A confusão também tem um efeito colateral obscuro. É possível que sofra uma volta completa e comece a andar de skate na direção contrária. O jogo tem uma mensagem de “wrong way” (caminho errado) que surge na tela, mas não aparece imediatamente, então você pode andar por alguns segundos até que perceba que está na direção errada. Algum tipo de seta teria feito mais sentido quando você é deixado olhando para a parede e se perguntando para onde seguir, mas uma vez que você aprendeu a rota mais rápida pelo nível, isso não é um grande problema.

Alguns eventos não se focam muito na corrida, mas eles geralmente terão um limite de tempo. Eventos Slalom (em ziguezague) dão a você um período de tempo pequeno, mas cada portão que você atravessa te dá mais tempo. Eventos de pontos exigem que você termine antes que o tempo termine, mas você é julgado por quantos pontos você marca. Nesses eventos, os portões parecem que deixam o tempo mais lento quando você ‘voa’ por eles, dando a você mais tempo para acelerações e grandes manobras. O jogo também tem multiplayer com suporte para dois jogadores via tela-dividida, e você pode jogar corridas tipo single-player, como corrida, ziguezague, manobra, e eliminatória. O líder ganha a cabeça, enquanto os outros andam sem. Você pode conseguir a cabeça ao chegar em primeiro lugar ou ao derrubar o líder. O jogador que tiver a cabeça por mais tempo no fim do curso é declarado o vencedor. Você pode selecionar tudo isso sozinho ou apenas escolher aleatório e deixar o jogo te dar diferentes eventos. Como a maioria dos jogos, este é mais interessante quando jogado contra outros jogadores. Mas jogar em meia tela pode fazer as coisas como barras e atalhos mais difíceis de serem notadas. A corrida on-line teria sido uma adição útil.

Este jogo originalmente apareceu no Wii, e enquanto a versão para Playstation 2 tem alguns módulos multiplayer adicionais, é essencialmente o mesmo jogo, apenas com controles mais convencionais. Graficamente, os modelos e ambientes em Downhill Jam são confusos e meio feios. Tudo geralmente se move rapidamente, mas uma ocasional travada na rotação de quadro atrapalha o senso de velocidade do jogo. As animações de ação parecem ter sido tiradas dos jogos Tony Hawk anteriores, e elas parecem legais, mas considerando o passo da ação, você não terá muito tempo para sentar e apreciar. A trilha sonora contém uma boa variedade de músicas licenciadas. A maioria dos efeitos sonoros soa como se tivesse sido tirado diretamente de antigos jogos Tony Hawk.

Tony Hawks Downhill Jam começa com um sistema de ação de teste de tempo e uma idéia interessante de como reinventá-lo, mas o conceito não se desenvolve claramente. Não há trilhas diferentes o suficiente para manter a ação divertida por muito tempo, e você é meio que deixado de lado pensando que o jogo deveria ter permanecido apenas no Wii, onde seu singular esquema de controle pelo menos ajuda a diferenciá-lo dos outros jogos da série.

Avaliação final: 5.8
Jogabilidade: 6.0 – Gráficos: 5.0 – Som: 6.0– Diversão: 6.0

Deixe seu comentário

9 Comentários para "Tony Hawk’s Downhill Jam"