Notícias

“Crysis Warhead” será mais leve, diz produtora

Publicado em 19/06/2008 |

Crysis: Warhead O título “devorador de hardware” – que já foi de “Doom 3” e “Far Cry” – foi levado por “Crysis” no ano passado com muito merecimento. O game de tiro da Crytek representou um enorme avanço tecnológico em termos de gráfico, mas às custas de usar equipamentos igualmente sofisticados.

No entanto, de acordo com uma matéria da PC Games alemã, “Crysis Warhead”, uma “aventura paralela” à do “Crysis” original, consumirá bem menos recursos. Segundo Cevat Yerli, executivo-chefe da companhia, um computador de 400 euros – um meio termo entre um PC básico e um superequipado – será capaz de rodar “Warhead” com taxa de quadros entre 30 e 35 “frames, enquanto nesse mesmo equipamento, o game original se parece mais com uma seqüência de slides.

Cevat diz que vários dos ajustes de performance incluídos em “Warhead” podem, cedo ou tarde, ser aplicados no primeiro “Crysis” por meio de atualizações, porém as mudanças mais profundas não seriam tão fáceis de implementar, e, atualmente, a Crytek está dedicando seus recursos para completar essa nova versão antes de trabalharem nas melhorias para a aventura anterior.

O outro lado

Apesar da revelação, Cevat não disse quais são os requisitos de sistema para “Warhead”, no qual os jogadores assumem a nanosuit do sargento Sykes, também conhecido como Psycho, um dos personagens mais memoráveis de “Crysis”. Mais impetuoso e agressivo que Namod, seu parceiro de Delta Force, Psycho se vê numa luta ainda mais intensa do outro lado da ilha.

Por sorte, a nanosuit de Psycho é tão capacitada quanto a de Nomad, e vem equipada com um arsenal ainda maior de armas – todas totalmente customizáveis – e novos veículos, que dão aos jogadores acesso às ferramentas que eles precisam para todas as novas situações. Além da campanha para um jogador, “Crysis Warhead” também virá com um novo conteúdo multiplayer.

“Crysis Warhead” está agendado par ao final deste ano.

Deixe seu comentário